Operador logístico

Saiba mais sobre o operador logístico, seus desafios e oportunidades

Em um ambiente cada vez mais globalizado, as operações logísticas são mais fundamentais para que um produto chegue ao destino e o cliente final obtenha o que deseja.

Além do aumento de lugares que um produto deve chegar, também ficou mais crítico o tempo envolvido para que uma entrega seja realizada. Desta forma, é fundamental que seja muito bem estruturado todo o trabalho logístico, para que cada item vendido chegue ao destino no momento correto.

Para maximizar este processo, um operador logístico é de suma importância, pois ele organiza todo o processo, da aquisição, até a distribuição final do produto. Quer saber mais sobre este setor? Continue a leitura do artigo e descubra!

 

Mas afinal o que é um operador logístico?

Diferente do que se possa imaginar, operador logístico não é uma pessoa, mas sim uma empresa, com foco em prestar serviços logísticos e melhorar o fluxo da cadeia de suprimento de seus clientes.

O operador logístico pode estar presente desde a aquisição de matéria-prima, armazenamento, até a entrega final. Alguns operadores podem inclusive facilitar o gerenciamento de estoque e centros de distribuição.

 

O que um operador logístico faz?

Os operadores logísticos prestam diversos serviços correlatos a cadeia de suprimentos e facilitação da entrega do produto.

Alguns dos serviços comuns dos operadores são:

  • Transporte de cargas;
  • Armazenagem temporária;
  • Gestão de estoque;
  • Gestão de centros de distribuição;
  • Expedição e entrega final.

Gestão de transporte

Este é o mais básico dos serviços dos operadores logísticos e o mais conhecido, pois é o responsável por realizar o transporte de cargas entre diferentes localidades.

A depender da complexidade do transporte, pode ser necessário um operador especializado para determinados segmentos, como os envolvidos com e-commerce.

Aqui é necessário conhecimento do segmento envolvido, para atuar da forma mais ágil possível, independentemente do tipo de transporte a ser utilizado, como marítimo ou aéreo.

Gestão de estoque e armazenamento

Com o aumento do número de produtos diferentes e marcas que uma mesma empresa pode fabricar, a gestão de estoque se torna cada vez mais complexa.

Os operadores logísticos agilizam e melhoram consistentemente a gestão de estoque, inclusive fornecendo local para armazenamento dos produtos ou matérias-primas.

Além disso, facilitam os processos de compra e venda por um controle especializado ao tipo de produto e suas peculiaridades, como armazenamento de grãos.

Gestão da distribuição

Caso seja necessário cenários complexos de distribuição de produtos, como distribuição a nível nacional ou global, onde diversos fatores influenciam nos prazos de transporte, o operador logístico pode intermediar e até realizar todo o processo.

Um exemplo disso são os eletrônicos, que são muito globalizados, necessitando de conhecimento profundo de leis de diversos locais e diferenças culturais.

 

Oportunidades para o operador logístico

Com o crescimento elevado do leque de produtos nas gôndolas de mercados de todos os tamanhos e, principalmente, do aumento das vendas em lojas virtuais, oferecer um processo que reduza custo e integre toda a cadeia de suprimento é uma grande oportunidade.

Outro fator que vem gerando uma grande oportunidade é a necessidade de as empresas aumentarem a satisfação do cliente enquanto reduzem custos. Isso abre espaço para o operador logístico, pois é necessário ser especialista para conseguir reduzir custos de maneira eficaz.

Para que um negócio possa crescer de forma sustentável, ela precisa desenvolver produtos de qualidade e gerenciar sua cadeia de suprimentos. E é neste gerenciamento que se encontra uma das maiores oportunidades para o operador logístico.

Afinal, a tecnologia está cada vez mais rápida em criar meios de operacionalizar processos de todos os tipos e volume, abrindo portas para ganhar mercado, como o crescente avanço na rastreabilidade na movimentação de cargas.

 

Desafios do setor

Com o aumento do mercado produtivo, também cresce o número de empresas da área de logística. O primeiro desafio é criar uma marca que seja reconhecida e recomendada.

Ser diferente é imperativo para que se possa ser destacado no mercado de operações logísticas, como se especializando em no ramo alimentício, por exemplo.

A movimentação de cargas diferentes exige conhecimentos diferentes, o que pode ser um obstáculo ao tentar atender todos os segmentos de mercado. Podemos citar o transporte de matéria-prima para fabricar porcelanato e o transporte de carnes. Mesmo utilizando os mesmos modais, não podem ser movimentados da mesma maneira.

Com a globalização e o aumento das tecnologias envolvidas no processo logístico, a distância de atuação também pode elevar a complexidade da operação, inclusive inviabilizando-a completamente. Por exemplo, o transporte de equipamentos médicos e hospitalares entre países, exige conhecimento de diversas leis, que podem divergir conforme os locais em que a carga irá passar.

O mercado de logística está ficando cada vez mais ágil e globalizado, assim, torna- se importante uma operação logística estruturada. Caso seja mal realizada pode acabar gerando prejuízos gigantes.

Estar atento às tecnologias em lançamento também são fundamentais, já que elas conseguem facilitar processos e reduzir custos em diversas áreas. Quando não reduzem custos diretamente, podem melhorar a percepção do cliente sobre a marca operada.

A PD Sistemas está pronta para te auxiliar neste desafio. Entre em contato conosco e conheça nossas soluções.

PD Sistemas – Gestão de Resultados

Veja outros conteúdos