Pessoas trabalhando felizes

Descubra o que é work-life balance e o papel do RH nesse processo

Garantir o bem-estar dos colaboradores é um dos grandes desafios do RH na atualidade. A dificuldade em ter a vida profissional e pessoal em harmonia, acaba gerando uma série de problemas para o colaborador, como o burnout, baixa motivação laboral e altas taxas de turnover.

É neste contexto que as práticas de work-life balance ganham espaço nas empresas. Com o foco em melhorar a experiência e a produtividade dos funcionários, o RH vem buscando alternativas para proporcionar este equilíbrio e bem-estar.

Mas como fazer isso na prática? Veja a seguir o que é Work life balance e saiba como criar, na prática, uma cultura organizacional pautada nesta prática.

 

O que é work-life balance?

Um dos temas que mais tem preocupado os departamentos de RH das empresas é a manutenção dos bem-estar dos colaboradores. Dentre as principais práticas voltadas para este objetivo, está o work-life Balance. Mas afinal, o que é work-life balance? Como ele está relacionado com as estratégias de gestão de pessoas?

Este conceito nada mais é do que a prática de garantir que os colaboradores consigam conciliar a vida pessoal e profissional de forma equilibrada, sem que haja comprometimento do rendimento laboral ou da saúde mental.

Muitas vezes a atividade profissional é colocada acima do tempo para o autocuidado, descanso, família ou lazer. Isso ocorre devido a uma má gestão do tempo pelo próprio colaborador, ou então por causa da má gestão de talentos da empresa.

Atualmente, as exigências do dia a dia e a alta competitividade no trabalho são alguns dos fatores que impossibilitam o equilíbrio correto na vida dos colaboradores em todo o mundo. De fato, e de acordo com um relatório publicado pela OCDE, composta por 38 países, 11% dos colaboradores destes territórios trabalham 50 horas ou mais por semana.

Essa elevada carga de trabalho pode acabar gerando uma série de problemas relacionados à saúde do trabalhador, como o burnout, além de uma baixa motivação laboral e altas taxas de turnover para as empresas.

 

Qual a importância do work-life balance?

O work-life balance é importante pois permite que a empresa crie um ambiente mais saudável, produtivo e que coloca seus funcionários como prioridade.

Ao priorizar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, as empresas conseguem proporcionar um clima mais saudável e contar com equipes mais preparadas para as demandas, bem como mais capazes de realizar entregas acima das expectativas.

É algo essencial dentro de organizações de todos os tipos, mas especialmente as mais modernas que prezam por uma gestão de processos mais evoluída.

É o caso de organizações que adotam metodologias ágeis, design thinking, just in time, entre outros conceitos em sua rotina.

E considerando a dificuldade de atrair e reter talentos hoje em dia, as empresas que ganham a reputação de incentivar o work-life balance tornam-se mais atraentes e desejadas pelos profissionais de destaque.

 

Quais são as consequências da falta de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional?

Essa falta de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional tem sérias consequências tanto para o colaborador como para as empresas, como já vimos anteriormente. A seguir, vamos detalhar cada um deles, confira.

Para o colaborador

Manter o equilíbrio da vida profissional e pessoal ajuda a evitar vários problemas, como estresse e burnout. Se o problema persistir e evoluir, a pessoa pode ter estresse crônico, uma das mais comuns doenças relacionadas ao trabalho.

As consequências disso para o corpo podem ser muito perigosas, levando ao desenvolvimento de:

  • Hipertensão;
  • Problemas cardíacos;
  • Problemas estomacais;
  • Dores crônicas pelo corpo.

Além disso, o estresse crônico aumenta as chances de desenvolver insônia, ansiedade e mesmo depressão.

Para as empresas

Para as empresas, não prezar pelo work-life balance pode ser como um ingrediente para o fracasso. Tanto operacional, como financeiro. Isso porque altos níveis de estresse no ambiente de trabalho favorecem o burnout.

O burnout é um distúrbio psíquico causado, entre outras coisas, por uma relação nada saudável com o trabalho. É um estado de exaustão extrema, que ainda pode ser relacionada a mudanças abruptas de humor, irritabilidade e um declínio na performance profissional.

Ou seja, algo que afeta diretamente a qualidade de vida da pessoa e que pode interferir na sua saúde e no seu nível de desempenho profissional.

Claro, sem mencionar o turnover, que pode ser maximizado pela falta de work-life balance.

 

De que forma o RH pode auxiliar os colaboradores a atingirem o Work-life balance?

O RH das empresas pode, e muito, auxiliar os colaboradores e terem esta harmonia entre a vida profissional e pessoal. Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem ser bastante efetivas nesse processo. Veja:

Proporcionar benefícios

Os benefícios são fatores muito importantes para os colaboradores hoje em dia.

Falamos tanto daqueles benefícios atrelados à folha de pagamento, como vales e bônus diversos, como também àqueles extras que a empresa pode oferecer ocasionalmente.

Ou seja, ajuda de custos em cursos e graduações ou pós-graduação. Recentemente com a pandemia, um dos benefícios que as empresas passaram a oferecer foi o apoio psicológico para seus funcionários, afinal, o aumento no número de casos de depressão e outras doenças ligadas ao psicológico foram inegáveis.

Flexibilizar as horas de trabalho

O trabalho remoto surge como um grande motivador do work-life balance. Afinal, os funcionários conseguem organizar melhor a rotina do trabalho sem se preocupar com o deslocamento – o que sabemos que economiza bastante na gestão do tempo.

Na verdade, de acordo com dados divulgados pelo Huffington Post, 79% dos trabalhadores acreditam que a flexibilidade no ambiente de trabalho promove o work-life balance.

Como implementar isso? Bom, aí é necessário olhar com mais atenção para seus processos internos, a integração dos setores e o desenvolvimento das demandas.

De uma coisa sabemos: a tecnologia será essencial nesse processo, automatizando tarefas e conectando stakeholders para facilitar a comunicação, independentemente do local onde cada pessoa estiver.

Investir no reconhecimento do profissional

O reconhecimento e a valorização do trabalho e das entregas dos profissionais é essencial para melhorar a experiência do colaborador.

Essa é uma prática que muitas vezes passa batido, mas que deve ser incentivada diariamente na empresa. É um diferencial e instruir os gestores a passar os feedbacks e críticas de maneira construtiva é uma missão do RH.

E trata-se também de uma ação que humaniza a força de trabalho, que a coloca no papel de capital intelectual da companhia, um ativo essencial, que deve ser cuidado e lapidado.

 

Tecnologia contribui para uma cultura work-life balance

Além de uma cultura adequada ao conceito, ter tecnologias que reduzam o tempo das equipes para executar as tarefas também auxiliam na manutenção desse equilíbrio.

A PD Sistemas, preocupada com a saúde dos colaboradores e visando o sucesso das empresas, dispõe de soluções que podem ajudar muito na garantia do bem-estar dos funcionários, além de gestão assertiva e estratégica.

Conheça o Sistema de Gestão de Pessoas e o ERP para Gestão Empresarial e veja como eles podem contribuir com a cultura de work-life balance do seu negócio.

Não deixe de acompanhar nossas redes sociais para não perder as novidades da PD Sistemas. Estamos no FacebookInstagram e LinkedIn.

PD Sistemas – Gestão de Resultados

Veja outros conteúdos