A logística pode ser definida como a atividade de gestão responsável por prover recursos e informações necessários para a execução de todas as atividades de uma empresa ou organização. Para que uma operação logística seja considerada de sucesso, é preciso que ela seja capaz de executar processos de forma rápida, flexível e econômica, alinhando-se totalmente às estratégias de negócios, com foco nos clientes.

Ufa! Parece uma tarefa homérica, né?

Quando pensamos no contexto específico da logística de transporte, as exigências são ainda igualmente ambiciosas. Pretende-se maximizar os níveis de serviço, acelerar o fluxo de entregas, reduzir o tempo delas, evitar o manuseio desnecessário de mercadorias, acabar com a armazenagem e reduzir os custos envolvidos.

Parece tarefa impossível? Na verdade, não é. Por meio da metodologia cross docking, um tipo de sistema de distribuição específico, as empresas têm conseguido otimizar os seus processos, reduzindo os custos das operações  e saindo à frente da concorrência.

Mas afinal o que vem a ser esse sistema? E quais as suas vantagens? Vem com gente saber mais sobre o cross docking!

O que é o cross docking?

O cross docking, também chamado de “operação de tombo”, é uma expressão do inglês que, ao pé da letra, significa “cruzamento de docas”. Trata-se, em suma, de um sistema de distribuição no qual a mercadoria recebida em um centro de distribuição (CD) é imediatamente remanejada de um veículo para outro, sem que passe obrigatoriamente pela armazenagem em um depósito.

Para isso, deve haver uma toda uma infraestrutura disponível para que, ao chegarem aos CDs, os produtos sejam logo separados e enviados aos seus destinatários o mais rápido possível. O cross docking é o “terror” das cargas paradas!

Essa metodologia vem conquistando cada vez mais empresas porque dispensa uma estrutura física mais robusta, com prédios e armazéns para estocagem temporária de produtos em trânsito. Mas como funciona na prática?

Basicamente, os fornecedores entregam as mercadorias em um conjunto de docas – uma doca é a parte de um porto na qual os navios entram- para carga e descarga. Ao mesmo tempo, a equipe do armazém separa e organiza as cargas de acordo com os pedidos. Em seguida, os lotes são acomodados nos veículos de entrega para os destinos finais.

Portanto, os armazéns servem apenas como área transitória de separação e manipulação de cargas, podendo ser espaços bem menores. As mercadorias que chegam somente permanecem no centro de distribuição por um determinado período mínimo — menos de 24 horas ou o tempo necessário para que a carga seja analisada e passe por um mecanismo de conferência. Depois disso, os produtos são separados e preparados em lotes, de acordo com as rotas econômicas.

Uma das vantagens mais óbvias desse sistema é a ausência da necessidade de estruturas robustas de armazenagem. Eliminam-se, assim, custos com aluguéis espaços ou mesmo com a construção deles.

Mas as vantagens não ficam por aí.

Mulher segurando dispositivo inovador

Quais as vantagens do cross docking?

Já vimos que o cross docking elimina a necessidade de grandes estruturas de armazenagem, tornando as entregas mais fáceis e rápidas. Vejamos outros benefícios a seguir.

Entregas mais rápidas

Graças à eliminação da fase de armazenagem, o cross docking reduz o tempo de entrega de uma carga até o seu destino final.

Logo quando chegam às docas, as cargas são analisadas, conferidas e, então, direcionadas para o veículo que será responsável pelo transporte até o destinatário final. Não há tempo é perdido, não há carga parada. Assim, o tempo de entrega consegue ser bem menor.

Melhor aproveitamento dos recursos humanos e materiais

Como dissemos, no cross docking, os produtos não ficam parados; eles são logo separados e preparados em lotes, de acordo com a rota mais vantajosa e mais econômica – ou seja, as mercadorias são organizadas de acordo com o percurso que é comum a elas. Se dois destinatários ficam em uma mesma região ou em localidades próximas, os produtos de cada um seguirão no mesmo caminhão.

Com rotas melhor aproveitadas, não só se reduz o tempo de entrega, como também se melhora o aproveitamento dos veículos de entrega – o motorista pode entregar uma quantidade maior de produtos seguindo uma mesma rota. Diminuem-se os gatos com combustíveis e manutenção dos veículos, e o próprio trabalho humano é otimizado.

Dinâmica de trabalho menor

A dinâmica da operação com o cross docking se torna bem mais enxuta. Após o descarregamento, os produtos não ficam parados em um galpão, nenhum tempo é perdido. Eles são catalogados e já partem para os seus destinatários.

Parece tudo muito complexo, mas todas essas tarefas são realizadas com a ajuda de ferramentas tecnológicas, envolvendo sistemas de TMS (Transport Management System) e leitura de etiquetas de código de barras.

Para as equipes, significa menos trabalho. Assim, elas podem se concentrar em outras tarefas mais exigentes.

Mais segurança

Infelizmente, os furtos de armazéns ainda são frequentes. E quanto mais tempo permanecem parados, mais chances as mercadorias têm de “sumir”. Esse é um dos gargalos com os quais a equipe de logística tem de lidar, representando um prejuízo enorme para as empresas.

O cross docking reduz drasticamente essa preocupação. Assim que a mercadoria chega ao centro de distribuição, ela é automaticamente conferida e já sai para a entrega. Com isso, reduzem-se as chances de furtos e gera-se mais segurança para os trabalhadores.

Redução dos custos

Vimos que um dos objetivos da logística de sucesso é a redução de custos.

O cross docking contribui precisamente para isso, otimizando os custos operacionais ao eliminar despesas com a estocagem.  Mas a economia não fica por aí. Além de não gastar com aluguel de espaços ou com a construção de armazéns, há economia com combustíveis, com manutenção de automóveis, com funcionários e a redução de furtos.

As entregas mais rápidas geradas pelo cross docking constituem também uma vantagem competitiva no sentido em que atraem mais clientes. Com isso, aumentam-se vendas e o faturamento. Isso combinado com a redução de custos significa muito mais lucro. Para os negócios, é só vantagens!

Para implementar esse sistema de entregas na sua empresa, é essencial contar com a tecnologia. Conheça as soluções que a  PD Sistemas oferece no campo da logística: entre em contato conosco agora mesmo e conte-nos quais as suas necessidades específicas e teremos o maior prazer em lhe atender.

Por hoje, é tudo. Até o próximo post!

PD Sistemas – Gestão de Resultados